lições que aprendi (até hoje) como profissional

Semanas atrás, seguindo alguns links pela internet achei este caboclo: Waldez Ludwig. Vi alguns vídeos dele no tubo e tem alguns interessantes. Peguei um pra comentar algumas coisas.

Assista aqui:

 

Meus comentários são empíricos. Baseado em 11 anos na área de TI mais 28 anos de vida. Seguindo…

“Detesta trabalhar”. Fato. Se você não gosta de trabalhar você já era no mercado. A não ser que você de muita sorte… saiba puxar o saco… engane bem…etc. Senão, viverá sempre frustrado. Ou nasça rico e nunca precise trabalhar.

“As pessoas recebem pela sua raridade e não pela sua importância”. Lei de oferta e procura? Pra que vou pagar caro pra alguém se tem 10, 20, 100 pessoas que fazem o mesmo serviço na mesma qualidade? Vou escolher o mais barato. Penso aqui como sendo do mesmo modo que fazemos orçamento e pechinchamos ao contratar um serviço de eletricista/mecânico. As empresas fazem o mesmo.

O jeito é correr atrás: estudar, especializar, aprender algo que poucos sabem para poder cobrar caro por isto, fazer um trabalho correto e com qualidade e com evolução constante, principalmente nesta área de TI.

Não concordo totalmente com a frase. Existem, claro,  pessoas que recebem pela sua importância e acho que devem receber mesmo. Mas também existem pessoas que não recebem pela sua raridade e importância. Lixeiro por exemplo, quem quer passar a noite correndo atrás de um caminhão, sentindo fedores inimagináveis e correndo risco de se machucar? Numa pesquisa rápida achei uma média de R$1.200 para SC (Se alguém tiver informação exata favor passar ai). Eu não faria por esse valor. Por mim, pagaria a estes R$ 5k pra cima.

“Trabalhar mal porque ganha pouco”. Esse é o mais importante de todos. Trabalhar mal ou trabalhar o equivalente ao que você acha que vale o seu salário é acabar com sua imagem profissional. Sua própria empresa não vai querer te dar um aumento ou promoção por que não vê motivos pra isto. Você também não terá muita coisa para por no currículo para ser atrativo a outras empresas.

“Benefícios”. São bons, claro! Ajudam sim. Hoje todo mundo fala da empresa “X” porque tem 100% de plano de saúde e paga milhões de vale alimentação. Empresa “Z” que tem bolsa de estudos, saúde e odontológico. Empresa “Y” que paga bolsa de estudos, plano de saúde, odontológico e vale-Marlene. Tanto beneficio e os salários é tudo medíocre. Benefícios não são amparados por lei. A empresa pode cortar a hora que quiser. Não lembro de nenhum caso de cortes de benefícios mas pode acontecer. Teríamos o caos. E se acontecer? #comofas com o salário medíocre?

O texto já está grande para o que eu queria, aliado ao que já comentei acima o resumo que aprendi nestes anos é:

– Estude o máximo que puder/conseguir. Saiba de tudo um pouco mas também especialize-se. Tente se tornar um profissional raro pra poder cobrar por isto.

– Não espere nada da empresa que trabalhe. (valorização, benefícios, etc…). Sério. Simplesmente não espere nada. Não crie expectativas. Faça o trabalho porque você gosta. Porque você quer ver acontecer. Porque você é raro e quer mostrar a todos isto (inflar um pouco o ego não faz mal). Vista a cueca da empresa, claro. Mas tenha em mente que antes da empresa, você está fazendo isto por você mesmo. É o seu trabalho. É sua imagem como profissional. É o seu currículo. Não estou falando aqui para deixar seu plano de carreira de lado. Siga seu plano, e se empresa não se enquadrar nele lhe oferecendo oportunidades (por mérito, claro) parta para outra empresa. Trabalhando bem e com qualidade a valorização e reconhecimento será consequência, na sua atual empresa ou em outra.

Especialistas em RH falam que estão “sobrando” 92 mil vagas na área de TI no Brasil. Porque não aproveita para mostrar seu talento raro em umas dessas vagas?

Esta é minha visão hoje. Diferente de alguns anos atrás. Talvez diferente também do que vou pensar daqui a alguns anos. Qual a sua visão? O que achou dos comentários do Waldez ? E dos meus comentários?

Anúncios
lições que aprendi (até hoje) como profissional

Um comentário sobre “lições que aprendi (até hoje) como profissional

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s